A reforma política de FHC

O Antagonista organiza em lista os pontos defendidos por FHC, em seu artigo no Estadão, para a reforma política:

“O Brasil clama por mudanças e o partido [PSDB] deve apoiá-las, dentre as quais:

– a cláusula de barreira para conter a fragmentação partidária e para impedir a criação de não partidos com acesso aos recursos públicos;

– a proibição de coligações nas eleições proporcionais;

– e o barateamento do custo das campanhas.

– É preciso devolver aos programas “gratuitos” de TV o formato de debates propositivos, sem o apoio de “marquetagem”.

– Fundamental, também, é criar distritos eleitorais menores para as eleições às Câmaras, já na eleição municipal de 2020.

– A doação empresarial, se for aprovada, deve dirigir-se apenas a um partido em cada modalidade de eleição (federal ou estadual).

– Os recursos devem ser doados ao Tribunal Eleitoral, que abrirá contas em nome de cada partido, para as despesas de campanha.

– A doação voluntária de pessoas físicas deve ser estimulada, com fixação de teto.

Sem tais alterações, a começar pelo barateamento das campanhas, mais recursos públicos para as eleições devem ser recusados, bem como a criação de novos fundos eleitorais.”

48 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. O FHC e outro safado junto com o PSDB que ajudou a afundar o país para dentro deste esquerdistas idiotas.
    Ele está preocupado com o crescimento da direita, porque eles adoram dominar o poder público e torná-los prioridade comunista.

  2. Não perco meu tempo com o que diz o fhc: tá gagá e só dá sugestões pra ferrar o povo e o PAÍS. Pra deixar tudo como está: caótico. Fora fhc. Que bom seria se calasse essa boca torta.

  3. Já está na hora de se dar menos crédito a os dinossauros da polícia, chegamos onde estamos por sugestões deles.
    Nos que temos que criar nosso presente e olharmos nosso para o passado recente sempre com nojo foi esse passado que nos trouxe aonde estamos

  4. Reforma Política plain and simple:
    1 – Proibir a reeleição de candidatos para o mesmo cargo eletivo;
    2 – Proibido doação para candidato ou partido. TODA a doação deve ser destinada ao TSE;
    3 – Fim do Horário Eleitoral gratuito;
    4 – TSE fornece website template para candidato concorrer com os demais nas MESMAS condições;
    5 – Liberdade (com responsabilidade) no uso de ferramentas gratuitas de midia social (facebook, twitter, etc.)
    6 – Debates televisionados apenas para os cargos eletivos do poder executivo
    7 – Preferencialmente a divulgação do candidato será por meio digital, mas material impresso (santinhos, livretos, etc.) pode ser utilizado se for apresentado metodologia para coleta do lixo gerado;
    8 – Eleição obrigatória deve permanecer;
    9 – Voto distrital apenas para eleições dos vereadores. Não se concebe “vereador” estadual ou federal…
    10 – Um político somente pode trazer 2 assessores para compor seu staff pessoal. Todos os demais funcionários devem ser funcionários de carreira da casa legislativa.
    11 – NENHUM dinheiro público deve ser destinado a campanha política.
    E revogam-se as disposições em contrário. Pronto. Simples assim.

  5. De tudo que FHC escreveu, a única coisa que ele e sua trupe realmente querem é o financiamento empresarial das campanhas políticas.
    As demais propostas, corretas e necessárias, são apenas aquela conhecida velhacaria tucana transvestida de bom mocismo moral, também chamado de marketing político. Ou seja, falam uma coisa na imprensa e fazem exatamente o contrário no privado, tal qual na gravação do Aécio feita pelo Joesley. As demais propostas não terão consequências nenhuma nem no partido e muito menos no congresso.
    FHC é um malandrinho!
    Pena que não enganam mais ninguém, pois fomos imunizados pelo gravador do Joesley.

    1. Célio, a Bia e o FHC têm razão. Financiamento privado é melhor que o público. Tanto que eles fizeram muito mais pressão pela criação do Fundão Eleitoral do que pela volta do status anterior. É muito mais fácil pra eles tirar dinheiro direto do contribuinte do que ter que pedir aos empresários. E eu não quero pagar campanhas do PT. A diferença é que agora os financiamentos privados têm que se preocupar com a Lava Jato. Todos vão pensar duas, três vezes antes de cometer os mesmos crimes que foram cometidos no passado, pois agora viram o que aconteceu com Eduardo Cunha e Marcelo Odebrecht.

  6. esse kara roubou os cofres públicos—ficou bilionario ele e toda cambada de sua familia–ESSA DESGRAÇA DE FHC DEVERIA IR PROS QUINTOS DO INFERNO –PEDIU POR TUDO PPRO EMILIO LADRÃO BANDIDO ODEBRECHT NÃO CITAR MUITO O SEU NOME NA DELAÇÃO

  7. FHC deu a lista dos ingredientes básicos para uma reforma política,mas precisamos aprofundar mais e fazer os partidos serem instrumentos para a cidadania e não ao contrário disso, como é hoje.

    1. Putz! Ingredientes básicos para REFORMA política?
      Financiamento empresarial de campanhas políticas é ingrediente básico? Isto é ingrediente para manutenção do status quo, para perpetuação da roubalheira e da impunidade.
      As demais propostas são necessárias e corretas, no entanto, é só jogo de cena. A única coisa que eles querem é o finan$$$$$$$$iamento empre$$$$$$arial!

  8. FHC não compreende os anseios do povo brasileiro, como pode representá-lo? Precisamos de pessoas e partidos que estejam dispostos a reduzir o Estado ao seu tamanho real e devolver ao povo o poder que nunca devia ter sido tirado dele. Hoje somos escravos do Estado! 75% da riqueza que produzimos, vai pro Estado (direta e indiretamente), isso é um absurdo! Liberdade já! Menos Estado e MAIS iniciativa privada!

    1. Concordo contigo! Mas estes crápulas jamais farão essa mudança sem que haja uma pressão popular intensa sobre eles.

    1. FHC iniciou a destruição da sociedade brasileira com seu socialismo Fabiano. Sempre quis quer posar de bom moco, quando no fundo o que lhe apetecia era sombra e água fresca, pois filho de general do exercito gozou de regalias que 99,99% da população sequer sonhava. Vaidoso, ajudou a colocar Lulla na presidência, pois passaria para a historia como o príncipe dos sociólogos, aquele que no campo intelectual(pelo seu saber e erudição) tinha ajudado a onstruír o edifício onde o operário(outro vagal ) iria comandar os destinos do Brasil.. Deu na cagada que todos nos conhecemos, e para piorar, Lulla odeia FHC com toda forca de sua alma perversa.

  9. FHC acha que o povo é idiota, doação de empresa par um único partido…. Oras bolas! Essas grandes empresas tem várias empresas dá para doar para todos os partidos, alem de repassar o dinheiro para outra empresa como vez a ODEBRECHT que repassou para a ITAIPAVA para doar para o PT.
    O resto concordo.

    1. Acho que o intento dessa proposta malandra deve ser para que as doações gordas de grandes empresas fiquem só com os grandes partidos-quadrilha: PT, PMDB e PSDB. Enquanto isso, os novos partidos ou partidos menores ficam sem arrecadações. E assim eles mantém o poderio econômico. Mais uma maracutaia dessa velha raposa!

  10. Esse PSDB, que eh a mesma coisa que PMDB, agem da mesma forma, soh querem se perpetuar no poder. Temos que mudar esse país , e isso passa em não apoiar esses mesmos que estão no poder atualmente.

  11. O Mr. Critical Net”: O que tem a ver a questão com seu comentário? Perguntando de uma maneira mais “chula”: O que tem a ver o C@u com as Calças, apesar da proximidade quando em uso (no caso as calças)? Não gosta, não acesse. Quem desdenha quer comprar”.

  12. “A doação empresarial, se for aprovada, deve dirigir-se apenas a um partido em cada modalidade de eleição (federal ou estadual).”

    Antagonistas, favor esclarecerem com os iluminados que defendem proposta como essa acima qual o mecanismo de controle propõem. Se a Construtora Norberto Odebrecht doar para o PT, a Odebrecht Agroindustrial pode doar para o PSDB? Afinal são empresas distintas… “Ah, mas elas têm o mesmo controlador…” ok, tentem então definir controle. Capital total? Capital votante? É o controle compartilhado? Nem o BACEN consegue. Essa proposta é mais uma estrovenga sem sentido. Pura empulhação.

    1. Concordo, nem que fosse possível definir controlador, grupo controlado… funcionaria essa cláusula de doar para apenas um Partido, pois eles poderiam se utilizar de empresas parceiras de amigos, como fizeram na distribuição de propina apurada na Lava Jato, doando para todos a fim de cobrar benefícios posteriores caso eleitos.
      A doação deve ser exclusivamente PF, com teto e percentual máximo sobre renda declarada no ano anterior para Receita, pois sem controle usam laranjas como usaram nas Eleições Municipais onde apareceram doações até de quem recebe Bolsa Família.
      As Igrejas faturam bilhões por ano apenas com doações de fiéis na sua maioria pobres, porque os partidos afirmam que é impossível arrecadar doações de filiados?? Começa que as Igrejas de algum forma estão perto dos fiéis diariamente e os Partidos querem distãncia do Eleitor, com seus candidatos elegendo-se sentados no sofá sem contato algum com eleitores.

    1. Tony Sobrano virou um chorão, é bom vc arrumar um lenço de tecido, vc vai precisar, Bolsonaro esta arrumando um vice que adora FHC,kkkk!!

  13. Atentai, antagonistas, para o fato de que la se vao 15 anos desde o governo desse homem e ainda estamos nesse ciclo vicioso dos mesmos de sempre. Só estou esperando pela analise do Sarney para completarmos o ciclo desse museu de grandes novidades (by Cazuza) chamado Braçil.

  14. Mexer em tamanho de distrito é tolice de tucano… O resto, me parece coerente… Esse é o pobrema! Com esse congrecinho de quinta, o coerente vai pro brejo… brazil já era… Lulla/Aécio 2018!

  15. ó o homi se fazendo de conta que nao sabe que a mudança que o Brasil quer é exatamente se livrar do partido que ele comanda e do PT. Essa gente da politica acha que nao existe um país sem eles. Estao sempre se achando os comandantes das mudanças. Cai fora, meu senhor.

  16. assim não pode, assim não dá!! parem de reclamar e ajam… hora de votar pela extinção do fundo eleitoral. dinheiro da saúde para políticos, não!!!! acesse https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=83941&voto=favor