Reforma trabalhista adiada

O Globo informa que o governo resolveu adiar para a segunda semana de julho a votação da reforma trabalhista no plenário do Senado.

Na próxima terça-feira, deverá ser votado o pedido de urgência à tramitação do projeto. Se aprovado, o requerimento impede que a matéria retorne à CCJ em caso de apresentação de emendas no plenário.

A ideia era votar o texto principal na próxima semana, mas “como a oposição promete obstruir e atrasar todo o processo, há risco de derrota. Por isso, o Planalto achou por bem adiar.”

Faça o primeiro comentário