Regra de ouro

Michel Temer prometeu igualar a aposentadoria dos servidores públicos à dos demais trabalhadores.

A Folha de S. Paulo aposta que ele vai recuar:

“Uma regra de ouro em Brasília é: você não mexe com o funcionalismo. Em sua interinidade, Michel Temer autorizou reajustes para várias categorias. Foi um problema a menos (…).

Não é arriscado prever que a parte da reforma da Previdência que atinge servidores não vingará”.

O Antagonista concorda com a Folha de S. Paulo e dobra a aposta: Michel Temer vai recuar.

Sua prioridade, agora, é enterrar a Lava Jato. Por esse motivo, ele fará de tudo para evitar um atrito com os servidores públicos.

E a economia que se dane.