RELATOR DO CÓDIGO DE TRÂNSITO ATROPELA PROPOSTAS DE BOLSONARO

O relator do projeto de lei que altera o Código de Trânsito Brasileiro, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), apresentou hoje um novo parecer, modificando as principais propostas de Jair Bolsonaro.

O relatório está em comissão especial da Câmara. Confira algumas das mudanças:

  1. Bolsonaro havia proposto aumentar de 20 para 40 pontos o limite necessário para que ocorra a suspensão do direito de dirigir. O relator, no entanto, sugeriu os seguintes limites: a) 20 pontos, se houver duas ou mais infrações gravíssimas; b) 30 pontos, se houver apenas uma infração gravíssima; c) 40 pontos, se não houver nenhuma infração gravíssima.
  2. No projeto do governo, ampliava-se de cinco para 10 anos o prazo para a renovação da CNH de motoristas com até 65 anos, e de três para seis anos aos mais velhos. Juscelino pediu um escalonamento: 10 anos para que tiver até 40 anos; cinco anos para motoristas de 41 a 70 anos; e, para motoristas com mais de 70, renovação a cada três anos.
  3. O presidente, em seu projeto, também estabelecia o fim da multa para o motorista que transportar criança sem cadeirinha infantil. O relator retoma a punição e estabelece a obrigatoriedade para crianças com menos de 10 anos ou até ela atingir 1,45 metro de altura.
Leia também:

MISSÃO: BOLSONARO-2022. Leia aqui

Relator propõe CNH gratuita para pessoas de baixa renda

Comentários

  • Antonio -

    Tinha q ser do centrão e político do Nordeste,dominado pela esquerda canalha, duas porcarias juntas, sou nordestino e atesto o q digo.

  • Ivan -

    Senhor Deputado, não existe uma "cadeirinha" para uma criança de 1,45 metro de altura. E digo mais, uma criança com essa altura se recusaria a se sentar nesse mencionado aparato.

  • tor -

    Relator quer aparecer , gozar c Pa u dos outros

Ler 195 comentários