Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Relator recua e tira reajuste automático do Auxílio Brasil

Projeto será votado hoje pela Câmara dos Deputados; deputado Marcelo Aro também tirou o trecho relacionado a créditos consignados
Relator recua e tira reajuste automático do Auxílio Brasil
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Por pressão do Palácio do Planalto, o deputado Marcelo Aro (PP-MG) retirou do seu parecer relacionado à MP do Auxílio Brasil o mecanismo de correção automática do benefício pela inflação.

O parlamentar (foto) havia incluído essa possibilidade no texto para garantir que o programa não fosse afetado a médio e longo prazo, como aconteceu com o Bolsa Família. Contudo, o governo se opôs à indexação do benefício. Integrantes do Ministério da Economia apontam que a medida traria ainda mais rigidez ao Orçamento.

Apesar disso, deputados de partidos como o PT, PSB, PDT e PCdoB pretende reincluir essa possibilidade por meio de destaques de bancadas.

Sem acordo sobre esse item, a votação da MP foi retirada ontem da pauta da Câmara.

Outra mudança, esta para atender aos deputados da oposição, foi a retirada do trecho que autorizava o uso do Auxílio Brasil para a concessão de crédito consignado. O texto original autorizava o beneficiário a comprometer até 30% do Auxílio Brasil com empréstimos.

A MP deve ser votada daqui a pouco no plenário da Câmara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....