Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Relator vota pela continuidade de processo contra Luis Miranda no Conselho de Ética

Acolhendo argumentos de Roberto Jefferson, Gilberto Abramo questionou demora de Miranda para vir a público sobre Precisa e Covaxin
Relator vota pela continuidade de processo contra Luis Miranda no Conselho de Ética
Reprodução/TV Câmara/YouTube

O deputado federal Gilberto Abramo (Republicanos-MG), relator da representação contra Luis Miranda (DEM-DF) no Conselho de Ética, votou nesta quarta (22) pela continuidade do processo.

A representação contra Miranda foi assinada pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. Segundo Jefferson, Miranda levou à CPI no Senado “narrativa diversa dos fatos (dos quais ele tem total conhecimento) com o fito de prejudicar o Presidente da República”.

Abramo acolheu as suspeitas de Jefferson. Escreveu: “Ora, se de acordo com sua defesa ele estava agindo no dever de fiscalizar o Poder Executivo, fazendo tal denúncia [sobre a Precisa e a Covaxin], por que não fez essa denúncia ao órgão competente no mês de março? Qual o motivo da demora de 3 (três) meses para vir a público expor tais alegações ou buscar em algum órgão competente iniciar inquérito?”.

O relator acrescentou: “Portanto, o processo merece prosperar para que seja sanada toda e qualquer dúvida que paira sobre todos os fatos e, sendo confirmadas as condutas contidas na representação, vislumbro que o representado agiu, sim, de forma contrária ao que dispõe o Código de Ética e decoro parlamentar desta Casa”.

As representações contra Ricardo Barros e Luis Miranda ganharam relatores no mesmo dia, 24 de agosto.

No entanto, o relator da representação contra Barros, Cezinha de Madureira (PSD-SP), ainda não entregou seu parecer, e hoje voltou a pedir mais prazo para entregar o trabalho.

O parecer de Abramo não será votado hoje, porque os deputados pediram vista.

LEIA AQUI na íntegra o parecer preliminar de Gilberto Abramo sobre a representação contra Luis Miranda.

Mais notícias
TOPO