Relatora tenta acordo para conseguir votos do PT à PEC da Imunidade

Relatora tenta acordo para conseguir votos do PT à PEC da Imunidade
Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

A relatora da PEC da Imunidade, Margarete Coelho (PP-PI), tenta neste momento um acordo com o PT para conseguir votos suficientes na bancada para aprovar o texto que está em análise pela Câmara.

A discussão versa, basicamente, sobre o artigo 53 da Constituição. Pela proposta em discussão, esse artigo passaria a ter a seguinte redação: “Os deputados e senadores são invioláveis civil e penalmente por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos, cabendo, exclusivamente, a responsabilização ético-disciplinar por procedimento incompatível com o decoro parlamentar”.

Os petistas alegam que o trecho “cabendo, exclusivamente, a responsabilização ético-disciplinar por procedimento incompatível com o decoro parlamentar” abre margem para que deputados como Daniel Silveira (PSL-RJ) possam defender atos antidemocráticos sem serem responsabilizados.

Por conta disso, a deputada Margarete Coelho tenta retirar o termo “exclusivamente” do texto. Para ela, a supressão dessa palavra acabaria com a tese petista de que os deputados não poderiam ser punidos por excessos em suas manifestações.

Leia mais: Guedes e seu ideário foram inteiramente soterrados pelos planos de sobrevivência política do presidente da República e da sua própria reeleição
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO