Palocci mentiu, segundo a PF

A demonstração do vínculo societário entre Antonio Palocci e seu assessor Branislav Kontic derruba a mentira veiculada pelo próprio Palocci em 2011, quando disse que “Brani” nunca teve função na Projeto e que apenas havia assinado uma alteração contratual da consultoria na qualidade de testemunha.

Branislav, como demonstra a teia da PF, também tinha duas consultorias: Anagrama e Epoke. Nesta, ele era sócio de Luis Favre, o ex-marido de Marta Suplicy. Como já publicamos aqui, Favre foi casado na década de 80 com uma das herdeiras da Andrade Gutierrez e foi quem apresentou Lula à cúpula da empreiteira.