“Relógios, televisores, videogames etc”

Pelo jeito, a própria Polícia Federal não acredita que Adriana Ancelmo ficará incomunicável.

Por favor, leia mais trechos do laudo da vistoria realizada ontem no apartamento da família Cabral:

“Atualmente há uma diversidade de dispositivos eletrônicos que permitem acesso a serviços da Internet, ainda que esta não seja sua principal funcionalidade, como relógios, televisores, videogames etc. Nesse sentido, ressalta-se que alguns dos equipamentos observados na residência, como televisores e videogames, podem ser utilizados para acesso à internet, se devidamente configurados e conectados a redes de dados. No momento da vistoria não foi observada a existência de tais conexões.”

“Registre-se a existência, no apartamento, de sinais de redes sem fio, proveniente de fontes externas – haja vista que não foram encontrados roteadores no interior do apartamento. Há que se considerar ainda o sinal das redes das operadoras de telefonia móvel, que permitem acesso ao serviço telefônico e de redes de dados.”

“Informa-se ainda que o cabeamento existente, referente ao sinal de TV, pode oferecer acesso à internet, desde que o serviço seja contratado e que ocorra a instalação do equipamento adequado, como um modem. Entretanto, não foi observado nenhum equipamento desse tipo durante a vistoria.”