Renan pode virar réu

Cármen Lúcia marcou para 1º de dezembro o julgamento da denúncia oferecida pela PGR contra Renan Calheiros por peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso no caso ‘Mônica Veloso’.

Isso se algum ministro não pedir vista, é claro.