Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Renan pretende chamar ex-integrantes do governo federal à CPI na condição de investigados

O relator da CPI acredita que pode concluir o relatório final do colegiado em 90 dias
Renan pretende chamar ex-integrantes do governo federal à CPI na condição de investigados
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou há pouco que pretende ouvir novamente algumas pessoas que já prestaram depoimento à comissão. Porém, agora na condição de investigados.

“Por questão de estratégia, começamos os nossos trabalhos sem ter investigado. Todos foram ouvidos na condição de testemunhas, convocadas ou convidadas. Talvez a próxima etapa da investigação seja colocar algumas dessas pessoas que já estiveram na CPI na condição de investigado. Não mais como testemunha apenas”, disse Renan.

Na lista daqueles que passarão a ser investigados estão os ex-ministros Eduardo Pazuello, Ernesto Araújo e os ex-secretários Fabio Wanjgarten e Elcio Franco.

Ainda segundo Renan, a CPI vai entrar em uma nova fase de investigação a partir de agora, se debruçando sobre eventuais irregularidades nos contratos firmados pelo governo federal.

“Nós estamos acessando as provas que vão embasar qualquer relatório final, então nós estamos dedicados a três novas frentes de investigação. Isso também será muito importante”, afirmou.

“Nós estamos trabalhando para ter um relatório ao final destes 90 dias. Eu estou dedicado a isso.” 

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO