Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Renan quer manter acusação de genocídio indígena

A possibilidade de Bolsonaro ser responsabilizado por genocídio divide a CPI da Covid
Renan quer manter acusação de genocídio indígena
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O senador Renan Calheiros (foto), relator da CPI da Covid, vai insistir no indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por genocídio de povos indígenas. Ele disse ao G1:

Alguns senadores argumentam que o governo enviou vacinas para os indígenas, o que descaracterizaria o crime de genocídio. Mas a CPI tem provas de que o governo negligenciou ou simplesmente se recusou a tomar medidas para proteger esses povos, que são mais vulneráveis. Não é um entendimento meu apenas. Há grupos de juristas que sustentam este tese, como o Prerrogativas e o Miguel Reale. Vou debater isso com meus colegas.”

A possibilidade de Bolsonaro ser responsabilizado por genocídio divide a CPI da Covid. O indiciamento sofre a resistência do presidente da comissão, o senador Omar Aziz.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO