Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Renan questiona Queiroga sobre reativação de hospital da família com recursos públicos

Renan questiona Queiroga sobre reativação de hospital da família com recursos públicos
Reprodução

Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, questionou há pouco o ministro Marcelo Queiroga sobre a reportagem de O Antagonista que mostra o uso de R$ 2,5 milhões em recursos públicos para a reativação do Hospital Santa Paula, da família da mulher de Queiroga.

Ao responder, o ministro hesitou. “Qual o hospital, senador?”, perguntou. “O hospital da sua família”, reiterou Renan.

“Então, meu sogro tem um hospital, chamado hospital Santa Paula, que estava alugado ao estado da Paraíba já algum tempo, muito antes de assumir a minha condição de ministro. Não tenho nenhum tipo de relação com a gestão do hospital. A informação que eu posso lhe dizer é essa”, afirmou.

Como O Antagonista revelou, o Hospital Santa Paula, da qual Queiroga já foi diretor, estava desativado desde 2012. No ano passado, ele foi locado e reformado pelo governo da Paraíba, com verba federal para o enfrentamento da Covid. Logo depois, foi posto à venda por R$ 47 milhões. O próprio governador João Azevedo estaria negociando a aquisição da unidade hospitalar, rebatizada de Maternidade Frei Damião II.

O Santa Paula integra o espólio de Antônio Cristóvão de Araújo Silva, seu sogro, falecido em 2018. Entre os herdeiros estariam a esposa do próprio ministro, a médica Simone Teotônio de Araújo Queiroga Lopes, e a cunhada Maria do Socorro Teotônio Araújo da Cunha Lima, que assinou o contrato de locação com o governo de Azevêdo. Ela é casada com o também cardiologista João Alfredo Falcão da Cunha Lima, que vem a ser sócio de Queiroga no Cardiocenter Centro de Diagnóstico.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO