Renan: raiva, quiabo e uísque

O jornalista Fernando Rodrigues reproduz uma fala de Renan Calheiros, na sexta-feira, heoras depois da divulgação da lista de Rodrigo Janot, em que ele destila a sua raiva de Dilma Rousseff e o governo do PT, acusando-os de terem vazado o seu nome e o de Eduardo Cunha para a imprensa, antes da divulgação dos nomes dos políticos envolvidos no petrolão pelo STF, para desviar pelo menos momentaneamente a atenção para o PMDB. Renan relata ainda pressões que Rodrigo Janot recebeu e diz que Dilma ficou “p… da vida” com o fato de Aécio Neves ter ficado de fora do elenco de investigados.

Eis a fala:

O governo falava para todos que o Aécio Neves estaria na lista. O Janot falou para umas dez pessoas que estava sendo pressionado. Que o Michel [Temer] pressionava para tirar o Henrique [Eduardo Alves]. Que ele iria tirar. E que havia pressão para tirar o Eduardo Cunha da lista. O Michel falou com ele [Janot] três vezes.

Ao Palácio do Planalto não interessava tirar ninguém. O jogo do governo era: ‘Quanto mais gente tiver, melhor, desde que tenha o Aécio’. Essa era a lógica do Planalto. E eles foram surpreendidos. Ela [Dilma] só soube que o Aécio estava fora na noite da terça-feira, quando o Janot entregou os nomes para o Supremo. Ficou p… da vida. Aí a lógica foi clara: vazar que estavam na lista Renan e Eduardo Cunha. Por quê? Porque essa é a estratégia deles. Querem sempre jogar o problema para o outro lado da rua. Foi algo dirigido. O Jornal Nacional dizendo, veja só, que ‘o Planalto confirma que Renan e Eduardo Cunha estavam na lista’. Veja se tem cabimento? O Planalto confirmava? No dia seguinte, a mesma coisa… Havia ali uma dezena de nomes, mas o Planalto deliberadamente direcionou a cobertura da mídia para dois nomes. Dois nomes que retiravam o governo momentaneamente dos holofotes.

Fernando Rodrigues escreve também que Renan Calheiros jantou tarde na sexta-feira. Repetiu duas vezes um prato de arroz com carne e quiabo e tomou uísque (Johnnie Walker Black Label).

Sabemos que o momento é grave, mas de repente duas dúvidas passaram a nos assolar:

a) O quiabo era com baba ou sem baba?

b) Renan Calheiros mistura o uísque com o dedo?

Faça o primeiro comentário