Renato Duque, 12 milhões de reais e “uma pessoa”

O ex-diretor da Petrobras Renato Duque era chefe do ex-gerente Pedro Barusco — e, como tal, é personagem onipresente na delação premiada deste último.

Um dos trechos mais intrigantes sobre Renato Duque, homem de José Dirceu na estatal, é o que conta que a empreiteira Camargo Corrêa lhe pagaria uma propina de 58 mihões de reais, mas Duque indicou “outra pessoa” para receber no lugar dele.

De acordo com Pedro Barusco, essas “pessoa” teria recebido pelo menos 12 milhões de reais.

Quem é a “pessoa”? O Antagonista tem um palpite.

Faça o primeiro comentário