ACESSE

Renato Feder responde a ataques de bolsonaristas

Telegram

Cotado para assumir o Ministério da Educação, Renato Feder usou suas redes sociais para responder a ataques que vem sofrendo desde que foi convidado por Jair Bolsonaro para assumir a pasta.

“Não sou vinculado a qualquer instituição educacional privada e a nenhuma ONG. É falso que tenha havido divulgação de livros com ideologia de gênero no Paraná. Não existe nenhum material com esse conteúdo aprovado ou distribuído pela Secretaria”, afirmou.

“Não sou, nem nunca fui filiado a partido político, mas respeito a política como instituição legítima de discussão e resolução das questões da sociedade.”

Em seu relato, o secretário de educação do Paraná ainda defendeu sua biografa e disse que sua “missão de vida é ajudar na educação do nosso país, sinto-me feliz fazendo esse trabalho e podendo devolver ao Brasil um pouco das bênçãos que recebi na vida.” 

Como registramos, a oposição ao nome de Feder para o Ministério da Educação foi um dos principais assuntos do Twitter neste sábado.

 

Leia mais: A receita lulista seguida à risca por Bolsonaro. Clique para ler na ÍNTEGRA

Comentários

  • Sou -

    Esse é o Ilona Zsabò de pinto... Lá daqueles Soros, Lemman e FHC do Renova que quer aparelhar o mundo com tranqueira.

  • Paulo -

    Sr feder deixe de ser carreirista e mande esta familia bolsonaro e seus milicos aduladores TNC. Este desgoverno que esta de 4 diante da orcrim centrão não quer saber de educação e nem do brasil.

  • MILA -

    ministério da educação está cheio de petralhas

Ler 61 comentários