República da gambiarra

Luís Roberto Barroso defende o fim do foro privilegiado. “É um problema porque ele gera impunidade, desgasta o Supremo, não se justifica numa República.”

Barroso defende, assim como Randolfe, a criação de uma vara federal especializada para julgar casos envolvendo autoridades com direito a foro privilegiado.

Segundo ele, a vara teria “um juiz escolhido pelo STF”.

É a República do jeitinho, da gambiarra.

Faça o primeiro comentário