Resolução do CNJ elimina 'natureza temporária' do auxílio-moradia

Além de abrir uma brecha para que tribunais superiores paguem o auxílio-moradia como bem entenderem aos ministros, a resolução do CNJ permite que ele seja pago por tempo indefinido, caso o juiz não tenha imóvel próprio ou funcional na cidade para onde for transferido.

A minuta da proposta, que circulou desde ontem entre os conselheiros do CNJ, dizia que o pagamento teria “natureza temporária, caracterizada pelo desempenho de ação específica”.

No texto final, aprovado sem qualquer discussão pelos membros do CNJ, esse trecho foi cortado.

AtualizaçãoCNJ corrige texto divulgado e inclui ‘natureza temporária’ no auxílio-moradia

Comentários

  • Jânia -

    Vocês são doidos... Com a inclusão deste inciso poderá haver acumulo de diárias e auxilio moradia. A Resolução estava perfeita! Eu volto a dizer: CNJ Ladrão... O Antagonista, tem dó!

  • Alan -

    A Juíza Auxiliar no Gabinete da Presidência do STF,a Miss DF 2011,Alessandra Baldini,é filiada ao PDT desde 3/6/2007 e continua filiada até hj,mesmo depois de ter se tornado Juíza Federal,em 2015

  • Pedro -

    Invejosos babando. Kkkk

Ler 44 comentários