Respiradores comprados por Helder Barbalho custaram 86% acima da média do mercado, diz PF

Respiradores comprados por Helder Barbalho custaram 86% acima da média do mercado, diz PF
Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro, o governador do Pará, Helder Barbalho fala com a Imprensa.

Perícia da Polícia Federal, anexada aos autos da Operação Para Bellum, aponta uma série de irregularidades na compra de respiradores pelo governo de Helder Barbalho. No laudo, obtido por O Antagonista, os peritos afirmam que “não há fundamento plausível que justifique a escolha do fornecedor SKN do Brasil”.

Também dizem que preço contratado não é compatível com o praticado pelo mercado na ocasião da compra – a pesquisa da PF levou em consideração 48 processos de compra e um total de 22.485 unidades de equipamentos similares aos adquiridos pelo governo do Pará.

“O preço médio aferido, dentro do escopo da pesquisa realizada, é de R$ 67.522,99 (sessenta e sete mil, quinhentos e vinte e dois reais e noventa centavos), 86,60% inferior ao contratado.”

A perícia aponta ainda uma série de procedimentos que descumpriram princípios inerentes à gestão pública, como “prudência, razoabilidade, vinculação ao instrumento convocatório, julgamento objetivo e impessoalidade”.

Basta lembrar que a investigação encontrou troca de mensagens do representante da empresa com o próprio governador Helder Barbalho, que até hoje não foi denunciado pela subprocuradora Lindôra Araújo ou mesmo alvo de pedido de afastamento.

Leia mais: Damares vice de Bolsonaro em 2022?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 42 comentários
TOPO