Retrocesso no combate à corrupção é culpa de 'mudança legislativa', diz Ernesto

Retrocesso no combate à corrupção é culpa de mudança legislativa, diz Ernesto
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Ernesto Araújo atribuiu nesta terça, 2, a “alguma mudança legislativa” os retrocessos brasileiros no combate à corrupção apontados por dois relatórios da Transparência Internacional entregues em outubro à OCDE —o clube dos países mais ricos do mundo, que o Brasil deseja integrar.

A entidade, que não é idiota como o chanceler parece supor, já escreveu que “os dados apontam para um desmonte do arcabouço institucional para a luta anticorrupção em curso, pelo qual o presidente da República é um dos responsáveis”.

A ONG também denunciou, em documentos entregues à OCDE, “o aparelhamento e a perda de autonomia dos principais órgãos de combate à corrupção”, como a PF, o Coaf e a PGR.

LEIA AQUI a reportagem de André Spigariol na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: A prisão do deputado Daniel Silveira, que ofendeu ministros do STF num vídeo, é mais um capítulo da avacalhação da democracia brasileira.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO