Réus no caso da barragem

A Justiça Federal em Ponte Nova (MG) aceitou denúncia contra 22 pessoas e as empresas Samarco, Vale, BHP Billiton e VogBR pelo rompimento da barragem em Mariana no ano passado.

Todos se tornam réus por crimes ambientais e por homicídios.

A lista completa:

– Samarco Mineração
– Vale
– BHP Billiton Brasil
– VogBR Recursos Hídricos e Geotecnia

– Ricardo Vescovi de Aragão (Samarco)
– Kléber Terra (Samarco)
– Germano Lopes (Samarco)
– Wagner Milagres Alves (Samarco)
– Daviely Rodrigues Silva (Samarco)
– Stephen Michael Potter (Conselho de Administração/Vale)
– Gerd Peter Poppinga (Conselho de Administração/Vale)
– Pedro José Rodrigues (Conselho de Administração/Vale)
– Hélio Cabral Moreira (Conselho de Administração/Vale)
– José Carlos Martins (Conselho de Administração/Vale)
– Paulo Roberto Bandeira (Vale)
– Luciano Torres Sequeira ((Vale)
– Maria Inês Gardonyi Carvalheiro (Vale)
– James John Wilson (Conselho de Administração/BHP)
– Antonio Ottaviano (Conselho de Administração/BHP)
– Margaret MC Mahon Beck (Conselho de Administração/BHP)
– Jeffery Mark Zweig (Conselho de Administração/BHP)
– Marcus Philip Randolph (Conselho de Administração/BHP)
– Sérgio Consoli Fernandes (Conselho de Administração/BHP)
– Guilherme Campos Ferreira (BHP)
– André Ferreira Gavinho Cardoso (BHP)
– Samuel Santana Paes Loures (VogBR)

Faça o primeiro comentário