Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Reverendo chama de “bravata” citações a Bolsonaro e primeira-dama nas mensagens de Dominguetti

O cabo Luiz Paulo Dominguetti disse que o presidente da República e Michelle Bolsonaro estavam envolvidos nas tratativas entre a Senah e a Davati
Reverendo chama de “bravata” citações a Bolsonaro e primeira-dama nas mensagens de Dominguetti
Foto: Pedro França/Agência Senado

O reverendo Amilton Gomes de Paula afirmou há pouco à CPI da Covid que as menções a Jair Bolsonaro e à primeira-dama Michelle Bolsonaro nas mensagens com o cabo da Polícia Militar João Paulo Dominguetti eram “bravatas”.

“Eu queria mostrar algo que não tinha”, disse o reverendo. “Eu não tinha convicção do que estava sendo escrito”, tentou justificar o religioso.

Em mensagens que estão em posse da CPI da Covid, o cabo Luiz Paulo Dominguetti disse que a primeira-dama entrou no processo de negociações das vacinas da Davati. Além disso, como revelou com exclusividade O Antagonista, Dominguetti também sugeriu que o próprio Jair Bolsonaro participou das negociações para a compra das vacinas da Astrazeneca contra a Covid que o policial militar dizia ter para vender.

As citações ao presidente da República se dão a partir das 10h05 de 8 de março, quando Dominguetti reencaminhou para um interlocutor quatro mensagens que diziam no todo o seguinte: “Manda o SGS. Urgente. O Bolsonaro está pedindo. Agora”. O interlocutor era o reverendo Amilton.

Assista ao trecho:

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO