Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ricardo Barros diz que foi impedido de intervir em contrato da Global Saúde

O líder do governo é alvo de uma ação do Ministério Público Federal, que pede o ressarcimento de R$ 19 milhões aos cofres públicos
Ricardo Barros diz que foi impedido de intervir em contrato da Global Saúde
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou há pouco à CPI da Covid que foi impedido judicialmente de interromper o contrato da empresa Global Saúde com o Ministério da Saúde para fornecimento de remédios para doenças raras.

Barros é alvo de uma ação do Ministério Público Federal, que pede o ressarcimento de R$ 19 milhões aos cofres públicos, após a empresa não ter entregue medicamentos adquiridos e pagos de forma antecipada pelo Ministério da Saúde.

“A Global detinha a liminar a seu favor determinando a licença de importação para que ela pudesse cumprir o contrato”, disse o líder do governo.

Barros também negou que a falta de medicamentos tenha causado mortes de pacientes pelo país. “Não se relaciona os óbitos à falta de medicamento. Medicação de doença rara não cura. Há quem morra tomando a medicação”, afirmou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO