Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ricardo Barros: "Inadmissível a CPI reconhecer que não garante sigilo"

O líder do governo na Câmara acusou a comissão de vazar dados sigilosos para a imprensa de maneira "seletiva" e "criminosa"
Ricardo Barros: “Inadmissível a CPI reconhecer que não garante sigilo”
Foto: Pedro França/Agência Senado

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, voltou a criticar nesta segunda-feira (23) o vazamento de dados sigilosos da CPI da Covid.

O deputado, apontado como um dos responsáveis pelo escândalo da Covaxin, disse que os dados são cedidos à imprensa de forma seletiva e criminosa.

“Enquanto não houver segurança dos dados sigilosos da CPI, nossos advogados lutarão contra o acesso das informações e contra o criminoso vazamento de dados seletivamente à imprensa como tem ocorrido. Inadmissível a CPI reconhecer que não garante sigilo.”

Ricardo Barros prestou depoimento à CPI da Covid em 12 de agosto. A sessão foi interrompida depois que ele disse que os integrantes da comisssão estavam afastando vendedores de vacina. Ele deve ter que comparecer para um novo depoimento. Dessa vez, como convocado.

Na sexta-feira (23), o ministro do STF Ricardo Lewandowski determinou que a CPI tome providências contra vazamentos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO