Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ricardo Barros nega relação pessoal com Francisco Maximiano

Maximiano é investigado pela CPI da Covid por conta do contrato, já cancelado, entre a Bharat Biotech e o Ministério da Saúde para fornecimento de vacinas
Ricardo Barros nega relação pessoal com Francisco Maximiano
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), negou há pouco à CPI ter qualquer relação pessoal com Francisco Maximiano, sócio-administrador da Precisa Medicamentos.

“Eu não tenho relação pessoal com o senhor Maximiano. O recebi no gabinete como ministro, com a nossa equipe de compras. E está registrado que a última vez que nos encontramos foi quando eu era ministro. Nunca tratei de Covaxin, em nenhum momento tratei de qualquer assunto relativo à venda da Covaxin”, afirmou Barros à comissão.

Maximiano é investigado pela CPI da Covid por conta do contrato, já cancelado, entre o laboratório Bharat Biotech e o Ministério da Saúde para o fornecimento de 20 milhões de doses da Covaxin.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO