Ricardo Pessoa não delatou, deu recado

À espera da divulgação da lista de Janot pelo ministro Teori Zavascki, do STF, O Antagonista esclarece que Ricardo Pessoa, da UTC, não delatou Dilma Rousseff. O que ele fez foi permitir que os seus advogados dessem um recado ao governo e ao PT, por meio da revista Veja.

Para que Dilma Rousseff constasse da lista do procurador-geral da República, por crime cometido no exercício da Presidência da República e relacionado ao cargo que ocupa, as denúncias de Ricardo Pessoa teriam de ser, além de substanciais, feitas em depoimento ao juiz Sergio Moro e aos procuradores da Lava Jato. Não foram.

O Antagonista torce para que Ricardo Pessoa decida-se a falar à Justiça, e tenha de fato o que contar, assim como espera que a delação premiada de Dalton Avancini, diretor-presidente da Camargo Corrêa, coloque Dilma Rousseff na condição de ré por crime de responsabilidade, o que abriria caminho para o seu impeachment.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200