Rio cancela concessão do Maracanã, e Odebrecht reage

O governo de Wilson Witzel decidiu hoje cancelar a concessão do Maracanã, vencida pela Odebrecht em 2013, e retomar a administração do estádio.

A intervenção, informa o G1, vai durar pelo menos um mês. O contrato, que valeria por 35 anos, já estava suspenso desde setembro –segundo a Justiça, a parceria apresentava ilegalidades.

O secretário estadual de Esporte do Rio, Felipe Bornier, afirmou que, desde maio de 2017, as empresas do Consórcio Maracanã não têm pagado as parcelas referentes à concessão –o que somaria uma dívida de R$ 38 milhões.

Em resposta, a Odebrecht cobrou do governo do estado R$ 200 milhões –o total do prejuízo que a empreiteira alega ter tido com a operação.

Lava Jato: bombardeio vem de todos os lados. AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Marcio disse:

    Tava acostumada receber a concessão e ainda tinha garantia do estado que se desse prejuízo o contribuinte era o fiador.

Ler comentários
  1. Beto disse:

    Cara, alguém por favor explode essa Odebrecht de uma vez por todas.

  2. Maurício disse:

    A licitação foi comprovadamente fraudada. Como não há dúvidas a respeito, é obrigação do Governador anulá-la e realizar uma nova.

  3. Paunomolusco disse:

    Odebrecht tem que ser desapropriada e leiloada para ressarcir o erário público que tanto fraudou.

  4. Ricardo disse:

    E com o Witzel não tem comissãozinha amiga, nem o pixuleco, nem o custo brasil... Ruim isso, né podrebrecht?

  5. ana disse:

    E o prejuízo que a Odebrecht deu ao Estado, com o superfaturamento das obras, para pagar propina ao PT e ao PMDB?

  6. Agonista disse:

    Odebrecht alega prejuízo, kkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. José disse:

    Pela má qualidade do futebol que se tem jogado no Maracanã, o estádio é digno de ser fechado. Mas, parece que fecharam outra coisa...

  8. Rodolfo disse:

    A Odebrecht deveria ter tido o controle acionário confiscado pelo Estado, ter sido fatiada em 5 ou 6 empresas e vendida em leilão na Bovespa! Esse pessoal não poderia jamais operar no BR novamente.

  9. Renato disse:

    Demorô! Só no Brasil uma empresa corrupta se beneficia com contratos com o Estado.

  10. Aloizio disse:

    200 milhões não é nada para o prejuízo causado a sociedade por essa empreiteira com suas propinas.

  11. ribeiro.js@hotmail.c disse:

    A empreiteira entrou numa área desconhecida por ela e não o fez de forma correta, com parcerias de empresas com know-how. À parte disso, o Maracanã é inviável!!! Qual estudo prova isso.

  12. le disse:

    Wilson Witzel , não pague essa empreiteira maldita e se insistirem mande um sniper conversar com os canalhas.