Rio move ação cível contra Sérgio Cabral

O estado do Rio de Janeiro propôs ontem sua primeira ação cível contra Sérgio Cabral, para tentar recuperar o dinheiro desviado dos cofres públicos, informa a Folha.

A Procuradoria-Geral do Estado pediu o ressarcimento de R$ 16,3 milhões supostamente arrecadados em propina no setor de saúde.

Também são alvos da ação o ex-secretário Sérgio Côrtes, o operador financeiro Luiz Carlos Bezerra e os empresários Miguel Iskin e Gustavo Estellita.

A ação de improbidade administrativa está relacionada à Operação Fatura Exposta, ainda não julgada no âmbito criminal por Marcelo Bretas.

O ex-governador do Rio já foi condenado a quase 200 anos de prisão. Há 29 denúncias contra Cabral que relatam, ao todo, R$ 440,5 milhões em pagamento de propina. Sua defesa nega.

É o assunto do momento: a movimentação de mais de 1 milhão de reais do ex-motorista de um dos filhos de Jair Bolsonaro LEIA AGORA

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Tem que fazer esse povo devolver com juros todo o dinheiro público roubado. MP tem que correr atrás desse dinheiro com todas as forças. Estes políticos e suas famílias não podem ficar com nem um

Ler mais 18 comentários
  1. Tem que fazer esse povo devolver com juros todo o dinheiro público roubado. MP tem que correr atrás desse dinheiro com todas as forças. Estes políticos e suas famílias não podem ficar com nem um

    1. Deve ter sido…rsrsrsrs….Já que o PSDB sempre foi um puxadinho do PT! FHC é um petista enrustido. PSDB e PT – tudo haver!

  2. Quem propôs essa ação de R$16 milhões é muito modesto, isso Cabral deve ter levado por cada negócio feito. Vamos ser realistas, pena máxima de 30 anos, Cabral cumpre 6 e sai com a grana escondi