Roberto Caldas é proibido de se aproximar de ex-mulher

O ex-presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos Roberto Caldas, acusado de agredir a ex-mulher Michella Marys e assediar duas empregadas, não pode se aproximar, em um prazo de 90 dias, de Michella e deverá manter “o limite mínimo de 200 metros de distância” dela, publica a Folha.

O descumprimento da decisão pode acarretar a prisão preventiva de Caldas.

A decisão da juíza Jorgina de Oliveira Carneiro e Silva Rosa, do TJDFT, vem depois de Michella declarar que viu o ex-marido na esquina de onde ela mora.

Comentários

  • Marco -

    Não defendendo o sujeito, mas "viu o marido na esquina" parece má-fé de ex...

  • Henrique -

    Esse psicopata tem de ir pra cadeia. A vítima deve estar com muito medo.

  • Rabada -

    Se a pena fosse de 5 anos p um cidadao comum p ele devia ser de 20 pq ele devia dar o exemplo. Ela n podia comer rabada, mas ele queria a rabada das babás.

Ler 32 comentários