Roberto Caldas na delegacia

O advogado Roberto Caldas, acusado de espancar e violentar sua ex-mulher, prestará depoimento hoje à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), em Brasília, publica a Veja.

De acordo com a delegada-chefe da Deam o inquérito pode ser concluído nos próximos dias.

“Na sequência, o parecer será encaminhado ao Ministério Público, que também vai se posicionar, e depois segue ao Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, onde terá um veredicto.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. E porquê, também na sequência, a polícia não envia o caso para que o COAF esclareça a origem do patrimônio de 300 milhões de reais, conforme foi dito ontem, desse “adevogado, juizeco esselença” petralha ???

    1. http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2018/05/um-juiz-de-direitos-humanos-para-violar.html

      A Lola Arnovich, feminista, falou sobre esse meliante aí.
      Quero ver é o Bolsoladrão de Furnas falar também. Tem aí um tuite dele?

  2. O lugar de um covarde espancador e estuprador é na cadeia. Em uma cela cheia de companheiros o valentão pode se manifestar a vontade. Com a palavra o tal tribunal dos direitos dos manos, que pregam defender mulheres e minorias.

  3. BANDIDO, como esse sujeitim É, vai mentir desbragadamente.
    como a legislação penal tupiniquim protege sempre o celerado,
    vai sobrar para a esposa e, sobretudo, para as domésticas.
    mas, quando mentir, o facinoroso estará passando um auto-atestado de LADRÃO !
    TODO mentiroso É LADRÃO,
    diz a impiedosa Sabedoria Popular.

  4. Mesmo com a pausa nos cortes antes do esperado, a taxa de juros básica atingiu patamar inédito e, desta vez, de forma sólida. Ainda que parte do relaxamento monetário seja temporário, há boas chances de a taxa Selic não mais voltar a dois dígitos.
    .
    A primeira condição para isso é aprovar uma reforma da Previdência que afaste o risco de insolvência da dívida pública. Esse cenário benigno de juros permanentemente mais civilizados poderá ser um importante gatilho para uma transformação no País.
    .
    O Brasil poderá surpreender positivamente se caminhar direito. No jargão dos economistas, caminharemos para o ramo mais elástico da curva de demanda por investimento.
    .
    A torcer para que o próximo presidente saiba avançar.

  5. Geraldo Alckmin saiu-se com a meta de dobrar a renda dos brasileiros em 20 anos, o que demandaria um crescimento médio anual do Produto Interno Bruto na casa dos 4%.
    .
    Compreende-se a lógica: é um modo de dizer que o rombo orçamentário, a burocracia e o estatismo reduzem o potencial de expansão da economia. Mas a promessa hoje parece pouco palpável.
    .
    Seria menos difícil sustentá-la se o país vivesse uma recuperação acelerada do emprego, dos salários, do consumo, da produção. O que se vê, porém, é um desempenho decepcionante neste ano, traduzido pela queda recém-apurada do indicador de atividade do Banco Central no primeiro trimestre.

  6. Para virar nada! Essa lei Maria da Penha reforçou a impunidade do agressor. Cheia de firulas e citações a equipes multidisciplinares e outros badulaques, que na pratica não existem; proíbe a aplicação de multa, como ocorre com as infrações de menor potencial ofensivo; e no fim resulta em suspensão condicional da pena “sursis”. Traduzindo: pode bater que vira NADA! Presente do marcio thomas (lá….atr…)lula e dilma. E o Roberto “direitos humanos” sabe disso!

  7. Qualquer ser humano normal que fizesse 1/5 do que esse senhor fez com uma mulher já estaria preso há muito tempo. O sujeito até em grávida bateu. E o filho era dele! Absurdo!
    Ou o MPF, que é todo vermelhinho por dentro e por fora, vai aliviar a barra do sujeito por causa da ideologia?