Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Freire diz que não adesão do PT a atos contra Bolsonaro "ajuda o inimigo"

Para o presidente do Cidadania, que foi à manifestação em Brasília, não pode ter "veto algum" ao que ele chama de "frente ampla democrática"
Freire diz que não adesão do PT a atos contra Bolsonaro “ajuda o inimigo”
Reprodução/Twitter/Roberto Freire

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, participou ontem do ato pelo impeachment de Jair Bolsonaro em Brasília.

Sobre a baixa adesão, ele disse a O Antagonista que a manifestação na Avenida Paulista “foi muito representativa politicamente para a continuidade da luta pelo ‘Fora, Bolsonaro’ e pelo impeachment”.

Como mostramos, praticamente todos os presidenciáveis da chamada terceira via marcaram presença em São Paulo.

“Foi um primeiro grande passo do embrião da frente ampla oposicionista. Ainda faltam alguns para a necessária tração e força para o impeachment”, acrescentou.

Freire criticou especificamente o PT, que decidiu não participar dos atos.

“Nessa luta para que a democracia não seja destruída por Bolsonaro, a tarefa é construir, sem veto algum, uma ampla frente democrática. Não participar dos atos, por questões justas ou não, é objetivamente ajudar o adversário e, no caso, o inimigo Bolsonaro.”

Na semana passada, o Cidadania de Freire confirmou a pré-candidatura ao Planalto do senador Alessandro Vieira.

Mais notícias
TOPO