Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Freire: "O STF é interessado no impeachment e não vai atrapalhar"

Presidente do Cidadania acredita que há clima político e tempo hábil para tirar Jair Bolsonaro do poder antes das eleições do ano que vem
Freire: “O STF é interessado no impeachment e não vai atrapalhar”
Foto: Fellipe Sampaio SCO/STF

Na noite de ontem, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, foi ao Twitter dizer que a atual situação política de Jair Bolsonaro se parece com a de Fernando Collor de Mello e Dilma Rousseff antes de serem chutados do Planalto.

“Estamos nos aproximando de um clima igual ao das antevésperas dos impeachments de Collor e de Dilma: há uma aceleração no afastamento das bases de sustentação econômico-financeira de Bolsonaro. Centrão não costuma contrariar tais bases”, escreveu o ex-deputado federal.

O Antagonista perguntou a Freire se, de fato, ele acredita em tempo hábil e condições políticas para o impeachment de Bolsonaro.

“Tempo sempre tem. O impeachment da Dilma demorou por conta das intervenções do STF na tramitação do processo. Neste momento, o STF é um principal interessado no impeachment de Bolsonaro e não vai atrapalhar. Pode ser rápido. O que temos de fazer agora é agitar a necessidade de impeachment de Bolsonaro nas redes e nas ruas”, disse.

Ontem, como noticiamosLuiz Fux aproveitou a sessão do Supremo para enviar uma mensagem aos manifestantes do 7 de Setembro. O ministro disse, por exemplo, que o STF segue “atento e vigilante” pela manutenção da “plenitude democrática”. Fux rompeu o diálogo com Bolsonaro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO