Roberto Gonçalves: dois chefes na cadeia

Antes de substituir Pedro Barusco na diretoria de Serviços da Petrobras, então comandada por Renato Duque, o mais recente preso da Lava Jato, Roberto Gonçalves, foi gerente executivo da diretoria Internacional, no período em que a área era dirigida por Jorge Zelada.

Ou seja, os dois diretores que eram seus chefes imediatos — Jorge Zelada e Renato Duque — estão presos.

Faça o primeiro comentário