ACESSE

Rodrigo Maia e o chute no cachorro morto

Telegram

Rodrigo Maia comentou nesta terça (9), em audiência na Câmara com a presença de Eduardo Pazuello, as declarações de Carlos Wizard sobre o governo fazer uma “recontagem” de mortos da Covid-19 porque os dados enviados pelos estados seriam “fantasiosos ou manipulados”.

“Nós estamos aqui por um problema claro de comunicação do governo com a sociedade, com os governadores, prefeitos e Parlamento. O que nós vivemos nos últimos dias, inclusive com a entrevista do ex-futuro e não mais secretário, foi lastimável”, disse o presidente da Câmara.

Wizard –o secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde que foi sem nunca ter sido– deu as declarações na sexta (5). Diante da repercussão negativa, desistiu do cargo no fim de semana. E Maia só comentou hoje.

O presidente da Câmara só chuta cachorro morto quando se certifica de que ele não vai mesmo latir de volta.

Leia também: Brasil precisa dos DADOS REAIS sobre a Covid-19

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 25 comentários