Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Marinho diz que cabe ao Congresso aumentar transparência sobre o orçamento

Em audiência na Câmara, o ministro do Desenvolvimento Regional negou o Bolsolão e disse que "relator do orçamento sempre teve uma força"
Marinho diz que cabe ao Congresso aumentar transparência sobre o orçamento
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em audiência na Câmara, Rogério Marinho negou que exista um “orçamento paralelo” no governo Bolsonaro, que seria administrado principalmente pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

“O relator do orçamento sempre teve uma força. É talvez o cargo mais importante que é entregue a um parlamentar. Ele tem a confiança dos seus pares para exercer essa função.”

Martinho afirmou que o governo não executa as emendas “simplesmente porque houve a indicação” e acrescentou que “tem todo um ritual”.

Sobre falta de transparência na distribuição desses recursos, ele jogou a responsabilidade para o Congresso:

“Os senhores são o Parlamento. Se está faltando algum problema aí na visibilidade, os senhores são o Parlamento, os senhores têm a iniciativa e a capacidade de aperfeiçoar os instrumentos.”

Marinho disse também que as acusações de superfaturamento na compra de tratores serão investigadas pela Controladoria-Geral da União e pela Polícia Federal.

“Não temos o que temer. Estamos aguardando a investigação. Um pouquinho de paciência que vai chegar.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO