Rondônia fraudou número de leitos de UTI para evitar isolamento social, diz MP

Rondônia fraudou número de leitos de UTI para evitar isolamento social, diz MP
Foto: Ministério da Defesa/via Twitter

O governo de Rondônia incluiu leitos clínicos e de UTI inativos em relatórios de ocupação de hospitais nos meses de dezembro e janeiro, para evitar medidas de isolamento social mais rígidas. A denúncia é do MP do estado e as informações são do UOL.

O MP de Rondônia começou hoje um inquérito civil público para identificar os responsáveis pela inclusão dos números falsos nos documentos.

“Para poder camuflar os dados do relatório eles continuavam lançando esses leitos, mesmo estando inativos. E não só estavam inativos, como não havia nem sequer a possibilidade de ativá-los a qualquer momento por absoluta falta de profissionais médicos”, disse Geraldo Henrique Guimarães, promotor do estado.

Na noite de ontem (25), treze pacientes com Covid-19 foram transferidos de Rondônia para Curitiba.

Leia mais: O impeachment de Bolsonaro entra na agenda.
Mais notícias
TOPO