Roraima consulta Amazonas sobre importação de oxigênio da Venezuela

Roraima consulta Amazonas sobre importação de oxigênio da Venezuela
Foto: Ederson Brito/Governo de Roraima

O governo de Roraima consultou o do Amazonas sobre a importação de oxigênio da Venezuela.

“Não estamos em contato com a Embaixada da Venezuela, mas estamos em contato com o governo do Amazonas para saber como foi feita a negociação de compra e importação de oxigênio para caso o estado de Roraima precise no futuro, visto as dificuldades que temos com logística e o acesso ao estado”, informou a Secretaria de Comunicação do governo estadual, em nota enviada nesta quinta (28) a O Antagonista.

“A Secretaria Estadual de Saúde encaminhou um documento ao Tribunal de Contas do Estado, informando a situação do abastecimento de oxigênio em Roraima e explicando o que foi feito para normalizar o abastecimento”, acrescentou.

O governo também informou ter feito pedido de ajuda ao Ministério da Saúde para oferecer mais oxigênio ao estado.

Procurado desde ontem (27) à tarde, o Ministério da Saúde ainda não nos respondeu.

Na última sexta-feira (22), o senador Telmário Mota (Pros-RR) enviou ofício ao ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, pedindo ajuda humanitária com o fornecimento de cilindros de oxigênio.

Em 18 de janeiro, caminhões carregados com oxigênio cruzaram a fronteira entre Venezuela e Brasil com destino a Manaus. Essa fronteira é em Roraima.

** ATUALIZAÇÃO (16h44): O governo de Roraima informou ter hoje estoque de 50 000 metros cúbicos de oxigênio, o suficiente para 20 dias.

Leia mais: Jornalismo não é trololó. É investigar, gastar sola de sapato, reportar e mostrar. Blogueiro não faz isso; repórter, sim.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO