Rosa Weber assume inquérito sobre compra de votos para eleger Cunha

Rosa Weber foi sorteada para relatar, no STF, o inquérito que apura a distribuição de R$ 30 milhões pela JBS a deputados para eleger Eduardo Cunha presidente da Câmara em 2014.

Edson Fachin abriu mão da relatoria porque o caso não tinha relação com a Lava Jato.

Comentários

  • Guilherme -

    Vai dar em nada... O judiciário é um esgoto de dinheiro público.

  • nestor -

    Que a Rosa Weber é inútil...isso é!!! Aliás ela é útil só para a bandidagem !!!!!!

  • nestor -

    A inútil Rosa Weber pelo menos que trabalhe nesse caso e que não encha o saco como na prisão após seg. inst.!

Ler 26 comentários