Rotas de fuga para Cerveró

As prisões de Delcídio Amaral e André Esteves foram motivadas, segundo o Estadão, “pela tentativa de evitar que Nestor Cerveró mencionasse ambos em sua delação premiada.

Uma conversa do petista foi interceptada pela PF. No áudio, ele fez propostas para pessoa do entorno de Cerveró (o filho) com o objetivo de que seu nome e o de Esteves não aparecessem na delação premiada. Delcídio ofereceu rotas de fuga para Cerveró”.