Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ruy Goiaba: O governo mais burro da história do Brasil

"Quem achava que seria difícil superar Dilma Rousseff nesse quesito tem que dar a mão à palmatória: nada é mais 'idiocracy', o exercício da burrice em todo o seu esplendor fulgurante, que o governo Bolsonaro"
Ruy Goiaba: O governo mais burro da história do Brasil
Foto: josepaulomv/Pixabay

Em sua coluna para a Crusoé que foi ao ar nesta sexta-feira (2), Ruy Goiaba comenta a nebulosa história do PM de Alfenas que teria 400 milhões de doses de vacina para vender e sustenta que o episódio confirma o governo de Jair Bolsonaro como o mais burro da história do Brasil.

“Quem achava que seria difícil superar Dilma Rousseff nesse quesito tem que dar a mão à palmatória: nada é mais idiocracy, o exercício da burrice em todo o seu esplendor fulgurante, do que o governo Bolsonaro. Nem é preciso citar a insistência do burro chucro em ‘tratamento precoce’, batendo na mesmíssima tecla quase um ano e meio e 520 mil mortos depois. Nem o fato de que seu governo não quis comprar a Coronavac nem a vacina da Pfizer, mas se enredou em negociações no mínimo suspeitas nos casos da Covaxin e do PM — coisa que talvez se explique mais pela malícia do que pela incompetência. (…)

Bolsonaro, é claro, não veio do espaço para presidir o Bananão: ele foi escolhido por muitos brasileiros que gostam de votar em gente ‘autêntica’ e ‘carismática’, incluindo ladrões, postes de ladrões, mentirosos patológicos e sociopatas (…). Aqui uma Angela Merkel, grande política com menos carisma do que um nabo, não se elegeria nem vereadora em Conceição do Mato Dentro, mas um jumento AUTÊNTICO como Bolsonaro — incluindo os coices, sobretudo quando vê pela frente uma jornalista mulher lhe fazendo perguntas — recebe 57 milhões de votos.”

LEIA AQUI a íntegra da coluna; assine a Crusoé e apoie o jornalismo e o humorismo independentes.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO