Sai Waldir, entra Giacobo?

Waldir Maranhão tem até amanhã para renunciar à presidência da Câmara.

O deputado do PP Júlio Lopes disse ao G1:

“Pedi a ele que renuncie. Ele disse que iria pensar e que daria resposta até a manhã de quarta.”

O plano, agora, é que o segundo vice-presidente, Fernando Giacobo, do PR, ocupe o lugar de Eduardo Cunha.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 26 comentários
  1. Tá bom, mas pra começo de conversa o tribunal decidiu anticonstitucionalíssimamente (a decisão do STF tietada pelo Antagonista é um palavrão jurídico), e para encerrar eu digo que o Gaspari nunca está certo, mesmo quando escreve algo que preste, como fez no segundo parágrafo.

  2. Chego a sorrir quando vejo alguns jornalistas avaliando as forças políticas e a pressão dos cargos, como se estivessem no mesmo contexto político de antes, principalmente aqueles que rodeiam os bastidores do Planalto e não convivem tanto com o lado de fora da praça dos três poderes. Percepção aguçada fica com aqueles que percebem que o poder está transitório e democraticamente exercido por uma maioria da ruas pacífica mas determinada, no mesmo ritmo da Lava Jato, sabemos que metade deste congresso cairá bem antes de 2018 por provas contundentes, sem chances de politizar o crime.

  3. Temer está sendo conduzido à presidência por causa daqueles que se dizem moderados, e os que esperam que tudo fique como está apenas maquiado para não dar tanto na vista e o poder fique nas mãos do outro lado da corja. Morrem de medo de mudanças de verdade e que assuma pelas mãos da população alguém realmente com vontade e intenção de mudanças radicais que tanto necessitamos. Enganaram o povo mais uma vez conclamando-os às ruas pedindo impeachment e não a cassação da chapa fraudulenta. Agora antagonizar o governo Temer antes de começar não os isentam de sua responsabilidade nisso tudo.

  4. Se Elio Gaspari deu esse recado, é sinal de que detém informações que o rumo da nau está fora da rota da República. E que a Lava A Jato não sofra interrupção ou intromissão política para paralisar investigações. Os cidadãos de bem do país estão cansados de privilégios, impunidade e máscaras. A Lava A Jato é patrimônio da humanidade.

  5. Importante e preocupante recado de um jornalista que antevendo situações nebulosas, escreve contundente artigo. Há uma grande preocupação no ar, sobre o momento político e o after day: O Lula está muito quieto! O que está acontecendo? O site Alerta Total publicou texto em 06.05 que merece reflexão” Grande farsa”http://www.alertatotal.net/2016/05/a-grande-farsa.html

  6. Falsa premissa. As ruas não dão maior importância a Cunha. Nunca acreditei nessas pesquisas q diziam a rejeição à Cunha ser superior à de Dilma. São simplesmente absurdas. A maioria esclarecida sabe q o problema maior é Dilma e o PT, a minoria analfabeta nem sabe quem é Cunha e os poderes (muito menores q os dela) q ele tem. A imprensa a soldo, a cooptada, e a idiota útil, é q repetia o mantra dos mortadelas amestrados de “fora Cunha”. As ruas, de verdade, nunca o elegeram como maior inimigo da nação. Ao contrário, contávamos c/a competência e capacidade de trabalho dele.

  7. Gaspari, aquele “inteligentinho” a serviço da bandidagem, agora virou o Conselheiro-mor do rei posto? Ah, defensor de bandido , adorador de genocida, sai pra lá vermelho.

  8. Esse gaspari apoiou a corja e agora na derrocada do PT de lula e dilma salafrários vai saindo de fininho VTNC ! TEMER OU ENTRAS PARA HISTÓRIA COMO ITAMAR FRANCO OU ESTAS FRITO!

  9. Gostei da palavra que o Gaspari usou: pra mim, Michel Temer é como um príncipe do sistema político. Diria até que não é um sujeito desonesto típico, ao estilo de Cunha e tantos outros. Ele é aquele sujeito culto, bem formado, cordial, que navega entre as oligarquias, e foi eleito presidente do PMDB exatamente por isso. Tipo…”não ando com as pessoa que outros andam…”, mas no fundo sempre foi a sustentação do Sistema. Agora, se vê diante de uma ruptura. A seu favor, a chance de ouro de finalmente alguém ter votos no plenário para fazer reformas. Se Temer não tiver, poucos terão.

  10. O Brasil espera que Temer não aceite ser um “Cúmplice”, nem aceite ser um “Refém”. O Brasil espera que ele saiba apenas ser um “Cidadão”, e tire suas vantagens apenas disto. De forças pequenas nascem grandes rios.

  11. Esta decisão do Ministro Teori ainda precisará ser explicada. O STF tem lá quantos processos e inquéritos contra o Eduardo Cunha? Uns 5 ou 10? Ou seja, deve estar mais do que provado aquilo que as campanhas “Fora Cunha” tem como certo. Ou ainda não está? Ou o trabalho do Procurador Janot ainda está incompleto, a Ação Cautelar foi apresentada em Dezembro/15, e estava parada como todas as outras? Quem não gosta do Cunha vibrou, mas quem gosta do Direito se preocupou. Abre-se inquéritos para apurar crimes. Demora-se para prová-los , mas junta-se todas as denuncias numa cautelar e mata o cara.