ACESSE

Essência do novo inquérito que assombraTemer

Telegram

Como publicamos mais cedo, o ministro Luís Roberto Barroso abriu inquérito para investigar Michel Temer por suspeita de corrupção na edição de um decreto que teria beneficiado a Rodrimar, empresa de seu amigo Antônio Celso Grecco.

Além de Temer e Grecco, também serão investigados Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial do presidente, e Ricardo Mesquita, diretor da Rodrimar. O decreto, assinado em 10 de maio, aumenta de 35 anos para até 70 anos determinadas concessões no Porto de Santos.

No despacho, obtido por O Antagonista, Barroso diz que há elementos suficientes para a abertura da investigação e cita os áudios das conversas entre Rocha Loures e Ricardo Mesquita sobre o referido decreto.

O ministro também recorre à gravação de conversa entre Loures e Ricardo Saud, que citam Mesquita como pessoa de confiança de Temer para intermediar a propina a partir daquele momento, com a ressalva de que o coronel Antônio Baptista, também ligado a Temer, já estaria “queimado”.

Na decisão de Barroso, há referência a telefonemas de Loures a Temer para discutir a edição do decreto.

Trecho de conversa entre ambos:

“Temer – Essa coisa dos 70 anos para tudo mundo…

Loures – Isso equacionou.”

Confira a íntegra da decisão de Barroso.

Comentários

  • M1chê -

    Temer é o maior dos criminosos em atividade no governo. Temer é Sarney, FHC, Cunha, Padilha, Geddel, Aécio... Temer é uma barata, precisa ser esmagada feito uma barata.

  • Márcio -

    Resumindo: como todos os outros, Michel Temer é um ladrão, bandido escroto, desmoralizado. Onde iremos parar? Não é possível que continuemos dessa forma, eternamente.

  • Maria -

    Minha Nossa! Sequer tem indícios da solicitação de vantagem indevida. Isso é uma aberração jurídica.

Ler 26 comentários