A saída de Bolsonaro para a economia

Paulo Guedes, conselheiro de Jair Bolsonaro, resumiu em O Globo seu programa para a economia:

“O governo gasta muito e gasta mal. Gasta muito porque suas despesas atingiram 45% do PIB, após ininterrupta expansão ao longo de décadas. Gasta mal porque suas maiores despesas são com juros da dívida e privilégios salariais e previdenciários de seu funcionalismo, em vez de investimentos em saúde, educação e segurança, legítimas aspirações da democracia emergente. Centenas de bilhões de reais em gastos federais fabricando desigualdades, quando dezenas de bilhões de reais resolveriam problemas sociais críticos dos governos locais.

A reforma da Previdência, o controle de gastos do funcionalismo e a redução da dívida pública, através das privatizações e concessões, são a saída.”

Comentários

  • Chirley -

    Lamentável,que o responsável pelo setor vital de um governo para uma nação,Econômico,tão covardemente exterminada no desgoverno do corruPTo mór,não tenha comparecido para explicar seu projeto.

  • Brasil -

    "Eurico Marques disse: 26 de Fevereiro de 2018 às 16:04 Esse é o embuste: o cara fala como se fosse a coisa mais simples do universo…saída todos sabemos que há, mas o que ele e Bolsonaro nunca dizem é COMO. Perguntei centenas de vezes COMO ele iria fazer e não obtive nenhuma resposta. desmonte um bolsotonto: pergunte COMO. E essa parte do leitorado, mais ignorante e menos informada cai como mosca no mel. E o suspeitíssimo ventríloquo passa por sábio!!! Salvadores da Pátria de novo? O Brasil não suporta!!!!" - Simples cidadão: não eleja um congresso fisiológico. Ou seja, reze pra que o Brasil abraçe a oportunidade que se avizinha, e o clima, pra fazer com que as bancadas do pt, pmdb, psdb, e dos puxadinhos fisiológicos, minguem, esse ano.

  • Richard -

    Só consegue fazer isso se fechar o congresso, a democracia não é o melhor sistema para se implantar reformas tão profundas, mas esenciais para a maioria da população.

Ler 187 comentários