Salles diz que discordância de Alemanha e Noruega travou Fundo Amazônia

Salles diz que discordância de Alemanha e Noruega travou Fundo Amazônia
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Em audiência no STF, Ricardo Salles afirmou que a Alemanha e a Noruega discordaram de mudanças que o ministro havia proposta para o Fundo Amazônia.

Segundo Salles, foi criada uma minuta de decreto para permitir que pequenos empreendedores fossem contemplados com recursos do fundo.

A ideia, disse o ministro, era solucionar o “paradoxo da Amazônia”: o território mais rico do Brasil e com o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

“Gostaria de alterar alguns parâmetros de destinação destes recursos, de tal sorte que pudéssemos contemplar os pequenos empreendedores, o médio, aqueles que pudessem gerar o dinamismo econômico, emprego, renda e prosperidade ligados à questão da biodiversidade da floresta.”

Segundo o ministro, os termos do acordo foram negociados desde o ano passado com o BNDES e países estrangeiros doadores do fundo –principalmente a Alemanha e a Noruega. A discussão, porém, ficou travada.

“As condições de acordo, infelizmente, não foram encontradas. Os doadores não concordaram em haver esse documento de projeto em novo formato, a ponto da Noruega determinar que não houvesse mais desembolso do Fundo. E, na ausência de decreto, não havia arcabouço legal, permanecendo apenas os projetos que já estavam em andamento.”

 

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 33 comentários
TOPO