Salles não mandou apurar ‘invasão’ hacker após tuíte sobre ‘Nhonho’

Salles não mandou apurar ‘invasão’ hacker após tuíte sobre ‘Nhonho’
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Mais de dois meses depois de chamar Rodrigo Maia de Nhonho e culpar hacker, o ministro Ricardo Salles não mandou investigar a suposta invasão de seu Twitter, publica a Crusoé.

O Ministério do Meio Ambiente “não produziu pareceres, memorandos, notas técnicas, processo administrativo ou qualquer documento relacionado à invasão do perfil” de Salles, segundo a própria pasta.

Como mostrou a Crusoé, pouco antes do tuíte, o ministro estava em um dos bares mais caros e badalados de Fernando de Noronha “ao redor de uma fartamente regada por garrafas de vinho branco”.

Leia aqui a íntegra da nota.

Leia mais: Quem são os integrantes do primeiro escalão de Joe Biden, cuja composição foi marcada pela previsibilidade.
Mais notícias
TOPO