Salles perde apoio no governo, mas ganha entre filhos de Bolsonaro

Salles perde apoio no governo, mas ganha entre filhos de Bolsonaro
O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, fala à imprensa, após reunião com os integrantes do Centro de Operações

A nota de Ricardo Salles na última sexta (28), sobre a paralisação de operações contra desmatamento e queimadas na Amazônia, repercutiu mal no governo.

Logo após o ministro do Meio Ambiente soltar a nota, Hamilton Mourão conversou com Salles e confirmou com a equipe econômica que não haveria o remanejamento de R$ 60 milhões da pasta.

Dois ministérios foram citados na nota como os culpados pelo bloqueio dos recursos: a Casa Civil e a Secretaria de Governo. Apesar do silêncio público, Luiz Eduardo Ramos e Braga Netto discutiram a manifestação de Salles, em reunião.

A avaliação de auxiliares de Bolsonaro é que Salles perdeu apoio no governo após o anúncio, considerado “precipitado” por Mourão.

Por outro lado, Salles recebeu afagos de Eduardo e Carlos Bolsonaro no Twitter logo após a divulgação da dura nota. Os filhos do presidente destacaram o “bom trabalho” que o ministro tem feito à frente do Meio Ambiente.

Como mostramos, a verba que seria remanejada serviria para abastecer obras de Rogério Marinho e Tarcísio Freitas. A equipe de Paulo Guedes procura uma forma de conseguir R$ 6,5 bilhões para investimentos ainda este ano — valor que será dividido entre os ministros e parlamentares.

Leia mais: Gilmar Mendes x militares: conheça os bastidores do caso aqui.
Mais lidas
  1. Governo estima que mortes por Covid cheguem a 2 mil por dia

  2. Assessor de Mourão procura Congresso: "É bom estarmos preparados"

  3. AGÊNCIA DA ALEMANHA RECOMENDA QUE VACINA DA ASTRAZENECA NÃO SEJA USADA EM MAIORES DE 65 ANOS

  4. "Mega epidemia daqui a 60 dias"

  5. Defesa: leite condensado tem "potencial energético"

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários
TOPO