Salles volta a dizer que orçamento do Meio Ambiente começou a cair com Dilma

Salles volta a dizer que orçamento do Meio Ambiente começou a cair com Dilma
Reprodução/TV Câmara/YouTube

Ricardo Salles voltou a dizer a deputados que o orçamento de sua pasta começou a ser reduzido no fim do primeiro mandato de Dilma.

Na tarde desta segunda (3), falando a deputados, o ministro disse mais de uma vez que a pasta passou a sofrer cortes orçamentários na virada de 2014 para 2015. Dilma foi reeleita em 2014, começando seu segundo mandato em 2015.

Após a primeira rodada de perguntas dos parlamentares, Salles voltou ao ponto:

“Com relação ao Orçamento, como já disse aqui na fase introdutória, o orçamento do Ministério do Meio Ambiente era da ordem de R$ 14 bilhões em 2013. Caiu para R$ 9 bilhões em 2014. E caiu para R$ 4 bilhões, 4 e pouco, em 2015. Então se houve uma grande redução propocional a momentos anteriores, ela se deu em 2015. Aí a gente pode ver quem era o presidente da República, que partido que dominava, que comandava o Brasil, quem era o ministro do Meio Ambiente em 2015, e perguntar para ele, ou para ela, não me lembro quem era em 2015, por que o orçamento do Ministério em 2015 passou a ser um terço do que era um ano antes ou dois anos antes”, disse o ministro, em sessão conjunta das comissões de Meio Ambiente e de Viação e Transportes da Câmara.

Izabella Teixeira foi a única ministra de Meio Ambiente dos governos Dilma.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO