“Salve-me, salve-me”

A televisão esconde, a imprensa escrita revela. De acordo com o Estadão, a situação no Rio está tensa:

“Nesta quarta-feira, a entidade máxima do movimento olímpico atacou os planos de transporte, segurança, acesso aos locais de eventos, finanças e poluição, além de alertar que partes das obras estão atrasadas. Segundo os delegados do COI, os atletas estão “nervosos” diante dos problemas.”

Ao final da reunião do COI, segundo o jornal, Sidney Levi, CEO da Rio-2016, “literalmente correu dos jornalistas, se recusando a explicar os problemas enfrentados. ‘Salve-me, salve-me’, dizia.”

Salve-nos, salve-nos.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200