ACESSE

Santos Cruz na mira

Telegram

As declarações de Jair Bolsonaro e Carlos sobre a liberdade de expressão nas redes estão endereçadas ao general Santos Cruz, cuja virtude curiosamente virou um problema para a família presidencial e a ala olavista.

Diariamente atacado por Olavo de Carvalho, o ministro caiu na provocação hoje ao falar em “disciplinar” as redes sociais. Ato contínuo, uma hashtag pedindo sua demissão chegou aos TTs.

Até pouco tempo atrás, o general era incensado pela mesma rede como exemplo de militar linha dura, incapaz de ceder a pressões políticas.

De fato, o general segurou a grana da Secom, criticou o custo da campanha da Previdência e se recusou a abastecer tanto blogs governistas como a mídia tradicional. Santos Cruz se aliou aos demais generais nas críticas ao chanceler Ernesto Araújo e ao assessor Filipe Martins.

Em vez de pedra angular, virou uma pedra no sapato.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Bolsonaro: "Não existe time de militares nem de Olavos. É um time só". LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 244 comentários