São Paulo pode ficar sem leitos em UTIs em menos de duas semanas

São Paulo pode ficar sem leitos em UTIs em menos de duas semanas
Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo/YouTube

“Mantendo-se o ritmo de crescimento das últimas duas semanas, é possível que o estado de São Paulo não disponha de leitos suficientes para acolher casos graves em UTIs em menos de duas semanas”, diz Esper Kallás, infectologista da USP, na Folha.

“Não há mais tempo a perder acreditando que o poder público resolverá o problema de todos. Não tenhamos ilusões. Na vida real, todos seremos responsáveis pelo que pode acontecer nas próximas semanas.”

A vida real no Brasil parece ficção de terror.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO